terça-feira, 20 de abril de 2010

Mucaba-Os falsos doentes


(clicar na foto)
OS FALSOS DOENTES EM MUCABA

Os indígenas semanalmente, vinham duas vezes ao Mercado de Mucaba, a fim de venderem os produtos das suas lavras, ao fim das suas vendas e sistematicamente dirigiam-se à porta do Quartel, e informavam o Sentinela que se encontravam doentes, e ficavam ali em fila indiana aguardando a sua vez de chamada, isto era cerca de 50 a 60 pessoas, o Dr. quando via aquela fila lamentava-se dizendo " se ao menos estivessem doentes ? mas é que eles não estão, o que eles querem é levar medicamentos para dar " "MATA", mas todos eles eram consultados atenciosamente, como era o perfil do Dr., ouvi algumas vezes a dizer se o MVL não vem alguns medicamentos acabam.

No Quartel havia cerca de 6 cães e uma cadela "java" o seu nome, frequentava o espaço da Messe de Oficiais, e quando via algum negro dentro do Quartel ela atacava-o, ao principio da nossa chegada a Mucaba alguns Camaradas de Armas Caboverdianos, que eram mais morenos do que os Continentais tiveram problemas com ela, mas ela depois adaptou-se.

Um dia a "java" entrou na cozinha da Messe, e eu para a castigar passei-lhe pelo focinho um pouco de gindungo saindo a correr, quando o Dr. regressou à Messe para almoçar disse-nos que não sabia o que se tinha passado, havia cerca de 50 doentes à espera de consulta e que apenas atendeu 11 ou 12, 3 que foram mordidos pela java, e os restantes estavam mesmo doentes, desconhecendo o que se tinha passado com os restantes, creio que isto aconteceu uma ou duas vezes.

Eu creio que foi o Pessoal da Saúde que mais prestigio deu à Cart. 3452, com o seu trabalho diário de tratar os doentes e n/doentes, com a Psico, irem às sanzalas buscar e levar doentes, foi uma parte meritória.

Para eles e todos os "FALCÔES" um abraço

João Celestino
Nota:- na foto a cadela java, mas o mais engraçado é que todos os negros, queriam trocar um cabrito ou um leitão, por um filho/a desta.


Sem comentários:

Enviar um comentário