quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Mais uma saída do Miko

Mais uma foto do Firmino (Miko), preparado para sair, operações e colunas eram o prato do dia. Atrás do Miko outro companheiro, parece-me o Andrade, em cima do Honimog, vulgo "burro de mato" mais pessoal preparado para partir... a actividade da Companhia era intensa.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Rainha de beleza

Outra foto da Rainha de beleza, Leila Lopes.
O pessoal da CART 3451 gosta de arregalar o olho.

domingo, 25 de setembro de 2011

Bacia do Lucunga

24-09-2011 19:34
Sector mineiro já pode apoiar investidores
Luanda – O director nacional de minas, Kavungo Marlon, garantiu hoje (sábado), em Luanda, aos investidores que o sector tem condições técnicas para os apoiar nas suas acções de prospecção de oportunidades de negócios nesse seguimento no país.

Ao falar à Angop, à margem da Feira Internacional de Minas de Angola (FIMA), sobre o sector mineiro em Angola, referiu que o país oferece ao investidor um potencial mineiro intacto e um quadro jurídico-fiscal competitivo.

A estes factores, acrescentou a estabilidade política que o país vive, a transparência na relação entre o Estado e o investidor, bem como uma boa hospitalidade.

Sobre a política de diversificação do sector mineiro no país, disse estar em curso projectos nas províncias de Cabinda, Zaire, Huíla, Kwanza Sul, Moxico e Kuando Kubango.

Destacou o projecto em curso na bacia do Lucunga, província do Zaire, com uma reserva em fosfato estimada, numa primeira fase, em 114 milhões de toneladas, numa área de 402 quilómetros quadrados.

Quanto à prospecção e produção de ouro em Cabinda, disse estar-se a espera da conclusão do estudo de viabilidade que deverá estar terminado em Junho do próximo ano e prevê que os projectos relacionados a nível daquela região entrem em produção no início de 2014.

Em relação à recente aprovação do código mineiro, afirmou abrir boa perspectiva na legalização da produção artesanal dos diversos mineiros, que poderão ser produzidos de forma semi-mecanizada.

Informou que os impostos no sector mineiro do país incidem, entre outros, sobre o rendimento, o valor do recurso mineral e taxa de superfície.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Beleza angolana...Leila Lopes

Outra pose de Miss Universo, Leila Lopes, o expoente máximo da beleza angolana.
Os companheiros da CART 3451 gostam de apreciar a beleza angolana.


quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Lucunga - Wando Nsundi

19-09-2011
Autoridades tradicionais pedem reabilitação do troço Lucunga - Wando Nsundi
Bembe - As autoridades tradicionais, religiosas e a população das regedorias de Wando Nsundi e Nzadi, 100 quilómetros a Nordeste da sede do município do Bembe, província do Uíge, solicitaram a reabilitação urgente do troço que liga a comuna de Lucunga a Wando Nsundi, Nzadi a Wando Mucaba, para facilitar a circulação de pessoas e bens.
Em declarações hoje à Angop, o regedor de Wando Nsundi, António Zalua Afonso, disse que a não reabilitação da estrada tem criado grandes dificuldades na vida das população daquela regedoria e ao desenvolvimento da região.
Disse que o troço entre as comunas de Lucunga e Wando Mucaba, passando pelas localidades de Wando Nsundi e Nzadi, município do Bembe, tem cerca de 65 quilómetros totalmente degradados, incluindo as pontes e pontecos ao longo da mesma via.
“O desenvolvimento de qualquer região passa necessariamente pela requalificação das vias de acesso”, disse o regedor.
Acrescentou que os camponeses da sua regedoria têm vindo a produzir quantidades de diversos produtos agrícolas que, na maioria, acabam por deteriorar-se, devido à falta de mercados e meios de transportes para o seu escoamento”.
“Solicitamos a intervenção urgente da administração local, para o melhoramento das condições de vida da população. Os habitantes são na maioria agricultores que produzem diversidade de produtos alimentares que podem contribuir no equilíbrio da dieta alimentar das famílias e no desenvolvimento sustentável da região”, referiu.
Lamentou a falta de postos e centros de saúde na localidade, como uma das dificuldades com que vive a população, uma vez que os doentes em estado grave são transportados de tipóia para os municípios de Mucaba e Songo ou até à comuna de Lucunga.
Ali, explicou, carece de centros de saúde, facto que tem provocado a morte de muitos deles pelo caminho, tendo em conta a distância que separa a localidade dos centros de outras localidades.
“Para evitar-se várias mortalidades que se tem verificado na população das diversas localidades das duas regedorias, pedimos com a máxima urgência a intervenção do governo local na construção de postos e centros médicos com qualidade, requalificação da estrada e de outros serviços que possam melhorar as condições da vida da população na região”, referiu o regedor.
As regedorias de Wando Nsundi e Nzadi, afectas à comuna de Lucunga, município do Bembe, província do Uíge, foram fundadas pelos reis Massocolo e Roca em 1909. Estão compostas por cerca de 18 aldeias, com mais de seis mil habitantes, na maioria agricultores.
A dança dibondo, batuque e cânticos tradicionais são os rituais mais predominantes na região de Wando Nsundi e Nzadi, que distam cerca de 100 quilómetros a Nordeste da sede do Bembe.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Notícias - Lucunga



População de Masselele pede intervenção no antigo sistema de distribuição de água
Valter Gomes Bembe - 17 de Setembro, 2011
Fotografia: Jóse Bule

A população da regedoria de Masselele, a nordeste da sede municipal do Bembe, na província do Uíge, pede um maior envolvimento da administração municipal, com vista à requalificação urgente do antigo sistema de distribuição de água potável, construído em 1950. O regedor adjunto de Masselele, Pedro Félix, disse na quarta-feira ao Jornal de Angola, que os chafarizes e tanques do referido sistema necessitam de obras de reabilitação para que a distribuição seja feita da melhor maneira possível.Acrescentou que a água bombeada pelo antigo sistema de gravidade, deixado pelos colonos, que funciona com dois tanques de três mil litros cúbicos cada, ainda jorra com grande pressão.“Muitas vezes ficamos privados de água, porque os tubos da conduta construída no tempo colonial, que transporta a água a partir do rio Camoni até ao centro da regedoria, estão cansados e, é por isso que estão sempre a rebentar”, sublinhou. A reabilitação dos chafarizes e tanques do antigo sistema, além de melhorar o processo de distribuição da água também vai permitir, segundo a autoridade tradicional, que a população residente na localidade veja melhoradas as suas condições de vida. “Todos os habitantes desta regedoria buscam a água no único poço no qual terminou o tubo da conduta que temos vindo a remendar todas as vezes que fura”, disse Pedro Félix. Além da reabilitação geral da antiga rede de distribuição de água, são ainda necessários, pelo menos, mais seis chafarizes e igual número de lavandarias públicas, para facilitar a vida da população.
Instrumentos agrícolas

O regedor adjunto encorajou os habitantes a continuarem a apostar na produção agrícola para reduzir a fome no seio das famílias e admitiu que não existem dificuldades no escoamento e comercialização dos produtos cultivados na localidade. A via que liga Masselele à sede municipal do Bembe foi reabilitada, permitindo que haja livre circulação de pessoas e bens. A localidade conta com uma associação de camponeses, composta por 36 membros, que se dedicam ao cultivo da mandioca, amendoim, batata-doce, banana, feijão e horticulturas, mas o responsável disse que a falta de instrumentos de trabalho provocam sérios constrangimentos ao aumento da produção agrícola.“As nossas terras são muito férteis e desejamos alargar a produção para contribuirmos para a redução da fome no seio das famílias. Mas, se continuarmos a trabalhar manualmente, não conseguiremos atingir o nível desejado”, esclareceu. Para o aumento da produção é necessário que o governo da província preste o devido apoio, com instrumentos de trabalho, como enxadas, catanas, limas, além de tractores com as respectivas alfaias agrícolas, máquinas de lavoura e sementes agrícolas. A regedoria de Masselele, situada a cerca de 45 quilómetros a nordeste do município do Bembe, é composta por quatro bairros – Goule, Nlanda, Kiowa e Masselele – com uma população estimada em cerca de 1.779 habitantes, maioritariamente camponesa.Neste momento, estão já preparados 58 hectares de terra, dos 550 previstos para a presente época agrícola. O chefe da repartição municipal dos Serviços Económicos e Produtivos, Santos Baptista, avançou que, no Bembe, pelo menos 1.660 camponeses integrados em 29 associações e uma cooperativa, estão a produzir uma grande variedade de alimentos, nas localidades de Vale do Loge, Lucunga, Vamba, Toto, Quiloge, Ndio e Mpambo à Matombe. Santos Baptista referiu que a agricultura é uma das principais prioridades definidas pela administração municipal do Bembe, no âmbito do Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Fome e à Pobreza, porque, disse, o aumento da produção agrícola garante uma dieta alimentar sustentável e equilibrada, no seio das famílias. Para acelerar o processo de aumento da produção agrícola, a Administração Municipal adquiriu alguns tractores e respectivas alfaias, o que está a permitir a preparação faseada de hectares de terra e a facilitar o cultivo de uma grande diversidade de produtos agrícolas. Os projecto, que visa melhorar e equilibrar a dieta alimentar das famílias nas comunidades, vai abranger todas as localidades do município onde os camponeses se encontram organizados em associações e cooperativas, afirmou o responsável. O chefe da repartição municipal dos serviços económicos e produtivos avançou que centenas de hectares de terra vão ser preparados no decorrer da presente época agrícola, para o êxito da campanha, permitindo que, no final, os agricultores do município possam colher mais de 5.500 toneladas de produtos diversos. Santos Baptista apelou os camponeses locais no sentido de se empenharem cada vez mais na diversificação da produção, tendo em conta que os solos da região são bastante férteis para o exercício da actividade. A mandioca, amendoim, feijão, milho, batata-doce e rena, banana, abóbora, laranja, tangerina, abacaxi, abacate, café, cana-de-açúcar, inhame, horticultura, entre outros produtos, são os mais cultivados no município.

sábado, 17 de setembro de 2011

Miss Universo 2011

A visibilidade de Angola no mundo é enorme, desta vez pelos melhores motivos, a beleza de Leila Lopes.
A mulher angolana merece a distinção, o pessoal da CART 3451 gosta de apreciar a beleza assim, temos outra foto de Miss Universo...fabulosa.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

A internet no Bembe/Lucunga

10-09-2011 13:02



Instalação do sinal de Internet satisfaz funcionários públicos no Bembe

Uíge – A instalação do sinal de Internet na administração municipal do Bembe, província do Uíge, contribuiu na melhoria das condições de trabalho dos funcionários da mesma, facto que facilita o desenvolvimento harmonioso das actividades na localidade, apurou a Angop numa ronda feita sexta-feira na circunscrição.

Manuel António, funcionário da administração municipal do Bembe, depois de enaltecer os esforços do governo no melhoramento das condições da população, disse que a instalação da Net na instituição veio facilitar o trabalho administrativo.

“Estamos totalmente satisfeitos com a instalação do sinal de Internet na instituição, uma vez que facilitou a execução dos vários serviços administrativos localmente, bem como a informação dos distintos factos que ocorrem na província e no país em geral através dos sites dos órgãos públicos de informação”, disse o funcionário.

O chefe da repartição dos serviços jurídicos e contencioso da administração municipal do Bembe, Luís Miala, lembrou que anteriormente a execução de muitos documentos da instituição era feita na cidade capital da província provocando assim dificuldades no funcionamento, mas, actualmente, todos gabinetes da administração estão totalmente equipados com meios informáticos bem como o sinal de Internet.

Por seu turno o administrador municipal, José Bunga Alberto, disse que a instalação do sinal de Internet por fibra óptica na administração municipal enquadra-se no âmbito do programa de desenvolvimento e melhoramento das condições de trabalho.

O município do Bembe, que dista a cerca de 135 quilómetros a norte da cidade capital da província do Uíge, é composto por duas comunas (Lucunga e Quimaria), 19 regedorias, 108 aldeias, com uma população estimada em cerca de 41 mil habitantes.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Leila Lopes - Miss Universo

A beleza angolana em destaque.


A angolana Leila Lopes, de 25 anos, ganhou na noite desta segunda-feira o título de Miss Universo.

O pessoal da CART 3451 gosta muuuito de apreciar a beleza angolana.

domingo, 11 de setembro de 2011

Armas



O dia 10 de Setembro foi triste, um amigo morreu num acidente de caça na zona de Castelo Branco. É urgente, criar normas restritivas para o uso de armas, a abertura da caça, é uma loucura, uma autêntica guerra, há muita gente com armas nas mãos...


As armas nunca me agradaram, no dia em que entreguei a G3 em Luanda, senti um alívio extraordinário. Durante 29 meses não a larguei, deixou-me calos nas mãos, apliquei e fiz aplicar as regras para evitar desastres, felizmente, tudo correu bem...nunca mais peguei numa arma...abaixo as armas.


sexta-feira, 9 de setembro de 2011

A piscina de Carmona (Uíge)

Quando o pessoal da CART 3451 passava uns dias de férias em Carmona, ora Uíge, recreava-se na piscina da cidade. O local era agradável, bebiam-se umas Cucas e apreciavam-se as meninas que por lá apareciam.
Não sei se a piscina ainda existe, caso afirmativo, iremos visitá-la quando a nossa viagem se realizar.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Anedota

A ANEDOTA Em que se transformou o nosso País:

*****

Militares que combateram em África a mando do governo da época, na defesa de território nacional, não lhes é reconhecido nenhuma causa nem direito de guerra, Mas, o primeiro-ministro elogia ou elogiava, as tropas que estão em defesa da pátria, no KOSOVO, AFEGANISTÃO E IRAQUE.

*****

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Mais uma ninhada de cães



Além de enfermeiros, o Lameiras e o Miko, gostavam de cuidar dos animais. Para engrossar a quantidade de cães que havia no Lucunga, na foto, o Lameiras e o Miko cuidam de mais uma ninhada .

No Lucunga, havia imensos cães que se iam alimentando dos restos do rancho... até os animais devem ter sofrido, com o abandono da tropa portuguesa daquelas paragens.

sábado, 3 de setembro de 2011

Orquesta do Lucunga

Esta foto já foi postada mas, volto a publicá-la, gosto muito dela. Recordo o momento em que fui à sanzala, encontrei os meninos do Lucunga tocando. Formavam uma bela orquestra, os instrumentos eram rudimentares, feitos por eles com muito engenho e arte, os meninos africanos, demonstravam uma apetência fantástica, para a música e dança. O que terá sido feito destas crianças?


quinta-feira, 1 de setembro de 2011

MIKO-Carvalho-Soares

Os companheiros Miko, Carvalho e Soares de férias, provávelmente, em Luanda. Ainda meninos gostavam de andar de baloiço, grandes foliões.
O Carvalho falhou o encontro de 2011, espero que apareça em Paredes no próximo ano, notou-se a sua falta, é um homem alegre, sempre bem disposto.