quinta-feira, 24 de março de 2011

A caminho do almoço-Foto 3

Nesta foto, do ENCONTRO 2011, podemos ver alguns companheiros a caminho do almoço, embora de costas reconheço, o Pacheco, Costa, Mangas e mais ao longe o Veiga.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Local do ENCONTRO 2011-Fotos 1 e 2


Foi em Tomar, no restaurante "Manjar dos Templários" que se realizou o ENCONTRO 2011 do pessoal da CART 3451.

Na foto debaixo, podemos ver o Soares com o seu vício danado...o cigarro.

Todas as fotos do ENCONTRO 2011 serão postadas, 1 ou 2 por dia, a partir d'hoje.

terça-feira, 22 de março de 2011

Ida ao Lucunga

No ENCONTRO 2011 foi lançada a ideia pelo Guerra, de visitar o Lucunga e de criar uma associação com a finalidade de ajudar os seus habitantes, parece-me uma boa ideia.
Assim, com o envolvimento de todos que passaram pelo Lucunga, iremos estabelecer alguns contactos, para avaliar da possibilidade de levar à prática estas intenções.
Caso o assunto tenha pernas para andar, iremos dando conta dos pormenores aqui, no nosso blogue.


segunda-feira, 21 de março de 2011

Cooperativas e associações na comuna do Lucunga


Camponeses precisam de máquinas para fomento da produção agrícola
Valter Gomes Bembe - 20 de Março, 2011

Os camponeses organizados em cooperativas e associações na comuna do Lucunga, município do Bembe, necessitam de máquinas e sementes para o fomento da produção agrícola. O presidente da Cooperativa Agrícola Noé, Pedro Almeida, disse ao Jornal de Angola que os agricultores da região estão apostados em contribuir para o bom andamento das políticas do Programa de Combate à Fome e à Pobreza.Pedro Almeida referiu que a falta de equipamento tem contribuído, em grande medida, para a baixa da produção: “temos terrenos suficientes para o fomento da produção agrícola, por isso necessitamos de máquinas para facilitar o nosso trabalho, porque a nossa aposta é ajudar o Governo no combate à fome e à pobreza e a miséria no Bembe”, referiu.Os agricultores da comuna do Lucunga ainda não beneficiaram de crédito agrícola. Pedro Almeida sublinhou que esta situação dificulta ainda mais o processo de relançamento da produção agrícola em grande escala, na região. Acrescentou que sem dinheiro nada se pode fazer, pois a cooperativa necessita de comprar sementes, fertilizantes e ferramentas agrícolas. No ano passado, a Cooperativa Agrícola Noé produziu 30 toneladas de produtos em 300 hectares de terras. As vias de acesso, disse o presidente da cooperativa, têm dificultado o escoamento dos produtos do campo para a cidade.

Plantações destruídas

No Lucunga, muitos campos agrícolas ficaram inundados, em consequência das fortes chuvas que caem insistentemente na região. O caudal dos rios Lucunga e Coge invadem as zonas já cultivadas e destroem as plantações. Os membros da cooperativa estão à procura de outros terrenos que ofereçam maior segurança e as águas não afectem a produção. Mais de 100 famílias estão organizadas em cooperativas e associações de camponeses no Lucunga. Produtos como a mandioca, ginguba, batata, feijão, milho e horticulturas, são cultivados na região.

sábado, 19 de março de 2011

O vôo dos FALCÕES da CART 3451

Hoje, dia 19 de Março, os FALCÕES da CART 3451 estão voando em Fátima/Tomar, onde decorre o seu ENCONTRO 2011.

sexta-feira, 18 de março de 2011

A carne da caça


Na foto, podemos ver além do Firmino, o Fafe, um rapaz do Lucunga, Correia, Cipriano, Coelho, o Raul (guia da Companhia) e o Luís Cabral.

Provavelmente, transportava-se carne, preparada em 2 alguidares. Sempre que havia caçadas, o pessoal do Lucunga, era contemplado. Na ausência doutros processos de conservação, colocavam a carne a secar, em cima das casas, o cheiro era insuportável.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Miss Angola 2011

Outra foto de Leila Lopes "MISS Angola 2011", um busto magnífico para regalo dos ex-combatentes da CART 3451.

Faz-me confusão que em Portugal, haja casamentos entre pessoas da mesma espécie, a lei foi criada à revelia do povo, caso tivesse sido chamado a pronunciar-se jamais, a lei seria aprovada.
Na sequência dos "casamentos homossexuais" criou-se outra aberração, a lei da mudança de identidade, o Manuel vira Maria depois de lhe cortarem os "tintins", o homem vira mulher, pensam eles... o meu país está de rastos.


segunda-feira, 14 de março de 2011

Os patos bravos

O nosso companheiro Carvalho (doutor) também conhecido por "trique-trique", por andar sempre a trautear uma música da época, gostava de fazer umas caçadas, junto a um charco, existente ao fundo da pista de aviação, no Lucunga.
Era engraçado vê-lo, com o seu estilo caracteristico de volta, arrastando o pato bravo que havia caçado.
Incrível a corpulência destes animais, os espigões das asas eram enormes, aves fantásticas.
Claro, à noite tínhamos pitéu, bem preparado pelo cozinheiro, muito regado...bons momentos para recordar.

domingo, 13 de março de 2011

"ENCONTRO 2011"


Está confirmado, no próximo sábado 19 de Março, será o "ENCONTRO 2011". O Ferreira é o organizador e informou que a concentração será junto à Basílica de Fátima pelas 10h00 depois, seguiremos para Tomar, onde almoçaremos no Restaurante "Templários".
Todos os FALCÕES estão mobilizados para o "ENCONTRO 2011", recordar é viver, não faltes.

sábado, 12 de março de 2011

O 4º GC em Gaia

Mais uma foto do 4º GC ainda no período de instrução no RAP2, em Vila Nova de Gaia.

Nesta altura todos tinham cara de meninos, quando regressámos de Angola já não era bem assim. Os 29 meses penosos de mato, muitas noites em claro, muito esforço inglório, em operações, colunas, protecções, o paludismo, as saudades alteraram a fisionomia de todos.
O pessoal da foto foi e voltou. Infelizmente do 4º GC, o nosso companheiro Esteves faleceu no Lucunga, foi o único que lá ficou.

quinta-feira, 10 de março de 2011

A jangada do Coji

Encontrei esta foto da "jangada do Coji", através dela podemos ver e recordar como era complicado atravessar o rio.
Muito tempo da nossa juventude foi consumido neste local, muito calor, muita água barrenta, muitos mosquitos, muita bicharada rastejante...recordo a fauna grossa que nos visitava, elefantes, hipopótamos que passavam a noite no lamaçal da margem esquerda, isso era fantástico.

terça-feira, 8 de março de 2011

Miss Angola 1971

Em Angola, os concursos de beleza são uma constante desde o tempo colonial.
Desta vez, podemos apreciar, a preto e branco, uma beldade do nosso tempo, além de miss Angola penso que também foi miss Portugal, Riquita era o seu nome.

domingo, 6 de março de 2011

Criadas associações de combate à pobreza


MINARS giza estratégia para se acabar com a fome que
assola a população

Valter Gomes Bembe - 04 de Março, 2011
Fotografia:Filipe Botelho

Criadas associações de combate à pobreza
A criação de cooperativas e associações de camponeses, artesãos, pedreiros, carpinteiros e outros que possam contribuir para o fomento do programa de criação de rendimentos, constitui uma prioridade do sector da Assistência e Reinserção Social (MINARS), com vista ao combate à fome e à pobreza no município do Bembe, província do Uíge.O chefe da área municipal da Assistência e Reinserção Social, Agostinho Teca, informou que a instituição está a distribuir às famílias locais, desde o princípio do ano, instrumentos de trabalho, como enxadas, catanas, picaretas, machadas, além de sementes. Esta acção tem por objectivo acelerar e cumprir as obrigações expressas no programa de combate à fome e à pobreza no seio das populações locais.Em 2011, o MINARS prevê construir três novos centros infantis comunitários nas localidades de Kulo, Bonde e Kinganga para albergar crianças com menos de cinco anos. Nesta altura, o único centro infantil a funcionar, na comuna de Lucunga, tem 127 crianças matriculadas.No ano passado, a secção municipal do MINARS criou três associações agrícolas, de 25 elementos cada, nas localidades de Kinganga e Bonde, sendo a maior parte deles angolanos expulsos da República Democrática do Congo e realojados nestas localidades, onde produzem mandioca, batata-doce, feijão, amendoim (ginguba), batata rena e hortícolas.Em 2010, pelo menos 250 chefes de famílias realojadas na sede municipal do Bembe e na comuna do Lucunga receberam 3.500 folhas de chapa de zinco, além de enxadas, catanas, picaretas, machados, entre outros instrumentos.O Minars assistiu ainda 260 idosos com bens diversos, como arroz, massa alimentar, sabão, óleo alimentar, cobertores e roupa usada. Deste número de idosos, apoiou 45 mais velhos, que ainda estão fisicamente bem e foram agora integrados nas associações de criação de trabalho e rendimento.O objectivo, segundo o responsável, é fazer com que haja fomento da produção de diversos instrumentos tradicionais, como vassouras, cestos e panelas de barro.O município do Bembe fica a cerca de 135 quilómetros a norte da cidade do Uíge. Possui duas comunas (Lucunga e Quimaria), 19 regedorias, 118 aldeias e uma população estimada em mais de 40 mil habitantes. Produtos como a mandioca, banana, batata-doce e rena, ginguba, laranja, abacaxi, feijão, milho, café e horticulturas são os mais cultivados na região.

sábado, 5 de março de 2011

O Ferreira

Há companheiros que nunca mais deram notícias, o Ferreira é um deles embora tenha sido localizado e contactado em Lisboa, nada disse.
Na foto, estamos na semana de campo em Cortegaça, onde começámos a martirizar o corpo, dormindo no chão, contribuindo para as maleitas que temos hoje...éramos os mais antigos da Cart 3451 de pouco nos valeu.

quinta-feira, 3 de março de 2011

O Miko e os meninos do Lucunga

O relacionamento da tropa com a população do Lucunga era amistoso, as crianças eram acarinhadas por todos.
Na foto, o Miko está com um grupo de meninos do Lucunga, reconheço um, o da esquerda é o Ambrósio.
Todos os meninos passavam muito tempo no aquartelamento onde comiam e confraternizavam com os militares portugueses.
Estas crianças devem ter sido grandes vitimas da descolonização, sem a tropa portuguesa, deixaram de ter carinho, cuidados básicos de saúde e alimentação.

terça-feira, 1 de março de 2011

Os anos do Cardoso

O açoriano Cardoso este ano, não teve dia de aniversário dado que, nasceu em 29 de Fevereiro. Grande abraço para este companheiro da ilha Terceira que conte muitos com saúde e felicidade.
Relembro que festejámos juntos, o seu aniversário em 29 de Fevereiro de 1974, num restaurante da ilha de Luanda, bons tempos os da nossa juventude.