sexta-feira, 28 de julho de 2017

Os valentes da 3451


As operações, eram penosas, 3,4,5 até 6 dias de mato para gente urbana, como nós, eram uma violência... na foto, o Gonçalves caminhava na frente, sempre atento !

domingo, 23 de julho de 2017

A sede no mato


Era muito penoso suportar a sede durante as operações, o calor era intenso a qualidade da água duvidosa, tinha de ser desinfetada com os famosos comprimidos que tornavam o precioso liquido, amargo. Na foto temos o João Gonçalves, o Poças e outro companheiro.

terça-feira, 18 de julho de 2017

Minas na picada Lucunga - Chimacongo


Uma mina anticarro e uma antipessoal, detetadas na picada Lucunga - Chimacongo, a escassos 5 kms do Lucunga. As minas foram detetadas pelo condutor da viatura que de imediato desviou o Unimog para o capim, evitando assim que, os 9 militares sofressem qualquer dano.
Eu estive lá, fez-se uma batida e o IN não foi detetado.

Nessa época, com poucos recursos, capturávamos armamento ao IN agora, os quarteis são assaltados e roubados, equipamentos bélicos altamente perigosos, capazes de colocar em perigo o nosso povo, como os tempos mudam !!! 



quinta-feira, 13 de julho de 2017

Ponte do rio Lucunga


O cenário parece-me ser a ponte sobre o rio Lucunga, a viatura o Land Rover do civil, a missão talvez uma caçada !!!




sábado, 8 de julho de 2017

As visitas ao nosso blogue até 6 do Junho

 



                                     
                      Histórico total de visualizações de páginas
 130 159




terça-feira, 4 de julho de 2017

Ainda a construção da ponte do Coji


O pessoal da Companhia passou muito tempo junto ao Coji, antes protegendo a jangada depois, a construção da ponte que iria facilitar a viagem Lucunga/Fazendas/Songo. O rio Coji é um rio com muita fauna, grande diversidade de peixe, lagostins, cobras, jacarés, etc. Quando estávamos neste destacamento, bebíamos a cerveja com lagostins apanhados em camaroeiros engendrados pela nossa tropa, sacos de batatas... a fauna era imensa à nossa volta.