domingo, 25 de setembro de 2011

Bacia do Lucunga

24-09-2011 19:34
Sector mineiro já pode apoiar investidores
Luanda – O director nacional de minas, Kavungo Marlon, garantiu hoje (sábado), em Luanda, aos investidores que o sector tem condições técnicas para os apoiar nas suas acções de prospecção de oportunidades de negócios nesse seguimento no país.

Ao falar à Angop, à margem da Feira Internacional de Minas de Angola (FIMA), sobre o sector mineiro em Angola, referiu que o país oferece ao investidor um potencial mineiro intacto e um quadro jurídico-fiscal competitivo.

A estes factores, acrescentou a estabilidade política que o país vive, a transparência na relação entre o Estado e o investidor, bem como uma boa hospitalidade.

Sobre a política de diversificação do sector mineiro no país, disse estar em curso projectos nas províncias de Cabinda, Zaire, Huíla, Kwanza Sul, Moxico e Kuando Kubango.

Destacou o projecto em curso na bacia do Lucunga, província do Zaire, com uma reserva em fosfato estimada, numa primeira fase, em 114 milhões de toneladas, numa área de 402 quilómetros quadrados.

Quanto à prospecção e produção de ouro em Cabinda, disse estar-se a espera da conclusão do estudo de viabilidade que deverá estar terminado em Junho do próximo ano e prevê que os projectos relacionados a nível daquela região entrem em produção no início de 2014.

Em relação à recente aprovação do código mineiro, afirmou abrir boa perspectiva na legalização da produção artesanal dos diversos mineiros, que poderão ser produzidos de forma semi-mecanizada.

Informou que os impostos no sector mineiro do país incidem, entre outros, sobre o rendimento, o valor do recurso mineral e taxa de superfície.

Sem comentários:

Enviar um comentário