quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Os retornados do Lucunga


08-12-2010 15:39


Uíge


Mais de 500 chefes de família assistidos com bens diversos na comuna de Lucunga
Bembe - Quinhentos e trinta e oito chefes de famílias reassentados na comuna de Lucunga, município do Bembe, província do Uíge, foram assistidos em bens diversos, num gesto do Alto Comissariado das Nações Unida para os Refugiados (ACNUR), no âmbito de ajuda e solidariedade para com as famílias vulneráveis.

Consta dos bens entregues pela direcção provincial da Assistência e Reinserção Social chapas de zinco, enxadas, catanas, limas, picaretas, kits higiénicos e de materiais de construção, cujas quantidades não foram reveladas.

O chefe do departamento provincial do Uíge de Assistência e Promoção Social da direcção local do Minars, Simão António, que procedeu a entrega dos bens, realçou que apesar de ser insuficiente o donativo visa apoiar as famílias que já ergueram as suas casas, mas que carecem de chapas para a sua cobertura.

Simão António lembrou que para além do apoio das organizações não governamentais, o MINARS tem implementado vários projectos que visam melhorar as condições de vida dos reassentados, com realce para o de auto-construção dirigida, o de geração e renda, assim como a criação de cooperativas no seio das famílias vulneráveis.

Por seu turno o administrador da comuna de Lucunga, Kiangani André Miguel, agradeceu o gesto do Acnur, realçando que os bens vão minimizar a carência da população e aconselhou os beneficiários no sentido de utilizarem com maior poupança.

O município do Bembe controla dois mil e 596 pessoas reassentadas nas duas comunas, Lucunga e Quimaria, e nas regedorias e aldeias.

Sem comentários:

Enviar um comentário