segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

A água no Lucunga

Na foto ,o Firmino (Miko), tomava alegremente o seu banho, provavelmente, a água canalizada tinha chegado ao Lucunga.

A nossa actividade era muito penosa, sem água era horrível, chegávamos muitas vezes de colunas, cobertos de pó e não tínhamos água para tomar banho.
Recordo-me, depois duma coluna, com pó por todos os lados, só a zona dos óculos estava limpa, não havia água. Tive de me limpar com uma toalha e dormir assim.
Para quem estava habituado a condições básicas de vida, a falta de água, constituía uma violência enorme, sentia-me revoltado também com estas situações...

O poder instituído roubou-nos os melhores anos da nossa juventude, penalizou-nos com tantas situações de penúria...afinal, por conta de coisa nenhuma.

1 comentário:

  1. Vocês ocupavam as casas que foram abandonadas pela população em 1961, todas equipadas com depósitos, e pelo que sei abastecidas com água diariamente por uma GMC. Em Janeiro de 1972 estava em fase final de construção um grande deposito de água na parte externa da unidade e perto da casa do Administrador de Posto.

    ResponderEliminar