terça-feira, 17 de agosto de 2010

Lucunga era aqui mesmo...



"Terça-feira, 10 de Agosto de 2010

Lucunga Era Aqui Mesmo...
Quantos militares por aqui permaneceram durante treze anos de guerra?...Disserto que ninguém me saberá dar uma resposta no concreto.Tanto sofrimento na nossa querida juventude,que quase ninguém atribui-o o justo valor dos maiores e gloriosos militares Portugueses que pisaram por ironia dos destino estas maravilhosa terra que é Angola...Não ficamos de mal com os Angolanos mas revoltados com a situação que nos empurrou para uma guerra que não se justificava...Consciente do que fiz de bem por Angola e pelo auxilio que dediquei em benefício dos mais desprotegidos,deste povo hoje ciente da minha memória,naturalmente que presentemente faria o mesmo sem qualquer arrependimento para ajudar este povo que continua com carências de bens essenciais de toda a ordem...Alimentação,assistência médica,habitação etc.etc.Não só fizemos a guerra como convivemos com pessoas de outros costumes,diferentes dos nossos,e aprendemos muito com pessoas humildes e de um simbolismo generoso.Era assim o povo de Angola...E muitos ex-militares poderão dizer o mesmo de mim...Quem permaneceu nestes lugares de terras de ninguém sabe os costumes de um povo humilde...Esta era uma das povoações no interior no norte de Angola...
Publicada por Joaquim Ângelo em 17:24 "


Encontrei este texto num blogue dum companheiro do B.CAÇ 1875 que passou pelo Lucunga, não lhe pedi autorização para o transcrever mas, não vejo mal nisso. Deste Batalhão faziam parte os fundadores do "PRAKISTÃO".
De todas as Companhias militares que passaram pelo Lucunga, aquela que estacionou durante mais tempo foi a nossa, a CART 3451, estivemos lá 29 longos meses.

2 comentários:

  1. Obrigado companheiro pela publicação do meu texto.

    ResponderEliminar
  2. ÓLÁ VELHINHOS

    EU TAMBÉM SOU. ESTIVE EM LUCUNGA EM 1961. ERA DA COMP.CAÇ.ESPECIAIS 272 . LIMPAMOS A PICADA DA DAMBA ATÉ AO LUCUNGA E DEPOIS AS CASAS ABANDONADAS QUE OS MORADORES FORAM OBRIGADOS A DEIXAR.
    ALGUMAS AINDA COM SANGUE SECO NAS PAREDES E NO CHÃO. DAS CARRINHAS E GELEIRAS ABANDONADAS NAS RUAS AINDA DEU PARA RECUPERAMOS ALGUMAS.DO CAMPO DE FUTEBOL À FRENTE DA ADMINISTRAÇÃO FIZEMOS A PISTA PARA OS DORNIES NOS IREM LEVAR O CORREIO.NUNCA MAIS LÁ VOLTEI MAS VOU LÁ ESTE ANO AINDA E DEPOIS MANDO-VOS FOTOS. É QUE EU AINDA POR CÁ ANDO POR AMOR À TERRA E PARA PAGAR OS "MEUS PECADOS" DE 1961 A 1969 ALTURA EM QUE FUI DESMOBILIZADO E ME CHATIEI COM AS MENTIRAS CONTINUADAS DOS NABOS DOS N/POLITICOS DENTÃO, AÍ DA TUGA. FAZIAM DE NÓS GATO SAPATO PARA ESCONDEREM FUNDAMENTALMENTE A SUA INCOMETENCIA E VISÃO ESTRATÉGICA DO MUNDO . EU FUI VOLUNTÁRIO NA TROPA E DEPOIS NA GUERRA CÁ EM ANGOLA ATÉ 1969. MAS NEM AS MEDALHAS QUE ME DERAM NEM OS MISEROS ANGOLARES "ERA 2º SARG DO Q.P" SE COMPARAVAM COM O REGA BOFE DAS NOITADAS DA POLITICADA E SUAS AMANTES EM LISBOA.MAS VOLTAMOS AO SAUDOSO LUCUNGA E AO RIO LOGE ALI BEM PERTO ONDE APANHEI À GRANADA VÁRIOS PEIXES DE ÁGUA DOCE COM 1MT DE COMPRIMENTO. EU SEI QUE É PECADO, MAS A FOME ASSIM O ACONSELHAVA E HOJE SE TIVESSE DE O FAZER NOVAMENTE ERA À BAZUCADA.
    A MINHA COMP. ERA "A MANDIOCA" DE GENTE VALENTE E RIJA DE TRAZ OS MONTES QUE ALÉM DE SERMOS CAÇ.ESPECIAIS, VAIDOSOS, BEM ARMADOS E EQUIPADOS ERAMOS TODOS DETERMINADOS, VOLUNTÁRIOS E NÃO VOLUNTÁRIOS A VINGAR OS ACTOS DE TERROR QUE TINHAM SIDO PRATICADOS.
    UM ABRAÇÃO DAQUI PARA TODOS ELES GENTE DE RAÇA LUSA SEM IGUAL.
    EU SOU BEIRÃO. VOLTAREI MAIS TARDE,PARA VOS DAR NOTICIAS DESTA TERRA MARAVILHOSA QUE AINDA HOJE NOS SURPREENDE E ENCANTA NO DIA A DIA.

    MEUS CONTACTOS EM LUANDA

    ZEROZERO
    NEOTIR@NETANGOLA .COM

    ResponderEliminar