terça-feira, 2 de março de 2010

João Celestino - Mucaba

(clicar na foto)
PARTE DA MINHA JUVENTUDE PASSOU POR MUCABA

Hoje paro no tempo e penso, vejo Mucaba uma terra muito longínqua, que me roubou um pouco da minha juventude, criando-me dor, sofrimento e lágrimas pelos meus Camaradas de Armas que, faleceram ou ficaram feridos gravemente por minas ou acidentes.

Lembro-me, do 1º Cabo José Martins Antunes, que era das transmissões que era natural de Almacena - Castelo Branco, que faleceu devido a um acidente de uma BERLLIET que caiu de uma ponte ao rio, ficando o mesmo entalado no veículo debaixo da água, dos feridos Leonel Pinheiro de Ferreiros - Braga (mina-anti pessoal), António Ferreira Lopes (transmissões) de Regilde Felgueiras (acidente).

Não fui COBARDE para fugir aquela guerra, não a pretendia nem a queria, ainda hoje quando me levantei da minha cama, creio que ainda estava a sonhar ?. senti o toque do clarim para se IÇAR A BANDEIRA NACIONAL, o que era feito diariamente.

Hoje ou ontem, os que fugiram ao seu dever militar com a Pátria, sentem-se os verdadeiros salvadores da mesma, dizem eles que a Politica da época e a guerra não fazia parte do seu ideal de democracia, (ERA O MEDO DA MORTE OU SEREM MUTILADOS) por isso fugiram para outros Países, a esses Srs. dou-lhes o grande exemplo de CORAGEM o Lopes acima mencionado, quando o convocaram para se apresentar para cumprir o seu serviço Militar, ele encontrava-se em França era imigrante, e no dia da sua apresentação ele disse presente.


No centro de tudo isto, criei grandes amizades, com todos os "FALCÕES", e por esse motivo fizemos os possíveis por nos encontrar anualmente, no almoço de convívio dos "FALCÕES".

Nota:- Esta é uma foto minha no Quartel em Mucaba, vendo-se bem alta a Bandeira Nacional, alguns Falcões que não passaram por esta Vila, o edifício do lado dtº. era o Comando, Secretaria, Enfermaria, Transmissões/camarata, Arrecadação Mat/Guerra,Op. Cripto.

João Celestino

1 comentário:

  1. concordo perfeitamente com o Celestino,quando se deu o 25 de abril,foram esses que fugiram para frança que foram os heróís,nó fomos segundo algumas pessoas,colaboradores do regime,não quero com isto dizer que o governo de Caetano estive-se correto,mas nós so fizemos o que tinha de ser feito,e tenho muito orgulho em ter representado o meu pais.

    um grande abraço para o Celestino,e muito obrigado por me ter conseguido o contacto do Crespo.

    ResponderEliminar