terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Grupo de GEs

GRUPO DE G.E. EM CONTACTO COM O IN.


Durante a nossa comissão de serviço, foi criado em Múcaba um Grupo de G.E., com a finalidade de nos auxiliar nas zonas operacionais.

Numa certa operação na Serra de Múcaba, quando o Grupo já se encontrava no 2º ou 3º dia da mesma, comunicaram que se encontravam em contacto com o in, e pediam auxilio em virtude de já terem esgotado as suas munições, é pedido o apoio aéreo a Negage e passado pouco tempo aparece no céu e a sobrevoar o Quartel um avião FIAT, a pedir a confirmação das coordenadas do Grupo de G.E., ao receber a confirmação o mesmo segue para o seu objectivo, no regresso sobrevoa novamente o Quartel e informa que a sua missão foi cumprida.

Existe um silêncio absoluto de Trânsmissões do Grupo de G.E., o Sr. Comandante da Cart. insiste com o Operador de Trânsmissões para se tentar de todas as maneiras o contacto, tudo é feito, (eu ainda me lembro bem, que estive mais de uma hora a chama-los) mas os mesmos não respondiam, aproxima-se a noite e quando eu regresso à Messe de Ofícias verifiquei que o Sr. Comandante estava um pouco abatido e pergunta-me se já tinha havido algum contacto, o que eu lhe respondi negativamente, num acto de desilusão e de desabafo diz, será que o Piloto se teria enganado nas coordenadas e mandou o material para cima dos G.E ?.

É noite, chega a notícia à Messe de Ofíciais pelo operador de Trâsmissões a informar que o Grupo de G.E. entrou em contácto, e a informar que já se encontravam numa fazenda (cujo nome não me lembro), e a pedirem o seu transporte para o Quartel, o que foi executado pela manhã.


João Celestino

Sem comentários:

Enviar um comentário