terça-feira, 30 de agosto de 2011

Redução da mortalidade materno-infantil no Lucunga


Mortalidade materna infantil reduz significativamente no Bembe

Uíge - O índice de mortalidade materna infantil no município do Bembe, província do Uíge, reduziu significativamente nos últimos dias, fruto do aumento de parteiras tradicionais nas comunidades, enfermeiros nas diversas unidades sanitárias e a sensibilização das mulheres nas várias localidades da região sobre as medidas de prevenção.

A informação foi avançada hoje à Angop pelo director clínico do hospital municipal do Bembe, Batoba Mansiamina, quando fazia o balanço dos pacientes atendidos nas diversas unidades sanitárias do município durante o segundo trimestre do ano em curso.

Batoba Mansiamina disse que, durante os últimos três meses, as autoridades sanitárias da circunscrição registaram apenas um caso de morte materno infantil, acrescentando que a sensibilização da população sobre medidas de prevenção, a frequência das mulheres às consultas pré-natais, o uso de alimentação adequada a crianças, o aumento de técnicos capacitados nas unidades sanitárias e parteiras tradicionais nas comunidades estão na base dessa redução.

Apontou ainda a abertura de mais centros e postos de saúde com salas de partos nas comunas de Lucunga, Quimaria nas localidades de Totó, Vale do Loge e nas diversas regedorias, como sendo outras medidas de prevenção de vários casos.

“As parturientes são atendidas localmente sem grandes constrangimentos, uma vez que as unidades sanitárias possuem enfermeiros capacitados”, disse, acrescentando que os bebés ao nascerem nas diversas unidades hospitalares são vacinados contra poliomielite, BCG e mais outros cuidados médicos para evitar várias doenças neonatais.

Aconselhou as mulheres no sentido de afluírem as consultas pré-natais, com vista a garantir segurança na saúde dos bebés e as mães que têm feito partos em casas, tendo em conta o perigo daí decorrente.

Sem comentários:

Enviar um comentário