quinta-feira, 1 de julho de 2010

Uíge-Carmona


(clicar nas fotos) "Rádio Clube do Uíge" e "Terminal do Aeroporto"

Cidade do Uíge completa anos

As ruas da antiga Carmona estão completamente agitadas. São viaturas que circulam fluentemente pelas principais artérias, pessoas que saem de um ponto para o outro. Enquanto uns vão atrás das "bumbas", outros rasgam as ruas em direcção à escola. Mas há outros, ainda, que, nos dias de festa, aproveitam o período de folia para montarem pequenos negócios.
A Praça da Independência é o principal ponto de concentração de pessoas, estacionamentos de viaturas, montagem de barracas e roulottes. Durante as festas, que começam hoje, 1 de Julho, o local vai ser transformado num verdadeiro centro cultural. Aqui não vão faltar os comes e bebes a altura das exigências actuais.
Uíge está em festa. Hoje a famosíssima cidade do Café completa 93 anos de existência. Foi fundada em 1917. A cidade festeja o nonagésimo terceiro aniversário “de cara nova”. A maioria das ruas da cidade já estão devidamente asfaltadas. “Um adeus a poeira” que invadia as “fossas nasais” dos uigenses, provocando gripes e sinusites.
As máquinas e camiões monstruosos continuam concentrados em algumas artérias da cidade. Algumas ruas estão interditas devido às obras de reabilitação do tapete asfáltico. Homens valentes, entre angolanos e chineses, estão agarrados aos meios de trabalho e se mostram empenhados em restaurar as ruas da cidade, associando a força à técnica e o dinamismo à inteligência quando procuram vencer os obstáculos que surgem durante a execução da empreitada.
China Road And Bridge Corporation (CRBC) é o nome da construtora contratada para a execução das obras, que decorrem a um ritmo aceitável se tivermos em conta que as acções preliminares transcorreram acima do programa de intervenção previsto. Os trabalhos consistem na recelagem de 22 quilómetros de 23 ruas da cidade, incluindo a reparação do pavimento, que apresenta uma certa degradação da sua base, onde, posteriormente, vai ser colocada uma camada de desgaste em betão betuminoso quente.
Os esgotos da cidade beneficiaram de manutenção. O ramal das sarjetas foi desentupido e para que as águas domiciliares, bem como das chuvas, não voltem a se acumular sobre o asfalto, foram colocados novos tampos nas sarjetas.
A obra de reabilitação das ruas da cidade do Uíge contempla também a substituição dos lancis e do pavimento dos passeios e calçadas. A maior parte das ruas asfaltadas já possui novos lancis, aguardando que nos próximos dias se faça a aplicação dos passeios.
As ruas da cidade beneficiam, posteriormente, de uma nova sinalização vertical e horizontal, adaptadas ao novo código de estrada, com vista a permitir uma melhor orientação do trânsito automóvel e peões.
Está também prevista a pintura das fachadas exteriores dos edifícios e residências da cidade para se harmonizar a imagem arquitectónica da urbe.
Neste ano de 2010, durante o processo de reabilitação ou construção de passeios e lancis paralelos às estradas, o governo vai criar mais espaços para a plantação de árvores, plantas e relvas.
A administração municipal do Uíge está a definir políticas que visam assegurar a manutenção continua destes espaços, para que possam de facto melhorar a imagem turística da cidade e proporcionar um ambiente mais saudável às populações.
Saneamento básico
O processo de recolha, transporte e depósitos dos resíduos sólidos é assegurado apenas por uma empresa que não possui capacidade técnica para recolher o volume de lixo produzido diariamente.
O local escolhido para a construção do aterro sanitário do Uíge está distante das localidades e rios, para evitar que as águas das chuvas que caírem sobre o lixo desagúem nos rios.
História
Hoje, 93 anos depois da sua fundação, o Uíge quer recuperar o tempo perdido e estar presente na vanguarda do desenvolvimento do país. Este é o pensamento que norteia os mais de 200 mil habitantes que vivem na cidade do bago vermelho.
In "Jornal de Angola" 2010.07.01

Sem comentários:

Enviar um comentário