quinta-feira, 10 de junho de 2010

Lêmboa

(Clicar na foto)

Era na Lêmboa, o destacamento da CART 3451, a zona era bonita, mais povoada que o Lucunga.
Além dos habitantes indígenas, havia várias casas de comerciantes e a Administração de Posto, edifício no topo da foto.
Dava-me bem com o administrador de posto, um indiano casado com uma portuguesa da Moita-Barreiro, professora na escola local, tinham 2 filhos. Passava muito tempo em casa deles, ouvíamos música, comíamos coisas boas, o "sarapatel" prato indiano, bem picante, era óptimo, sempre bem regado.
É bom recordar os bons momentos...

3 comentários:

  1. Boa noite,
    Sendo um antigo combatente, e tendo a preocupação de divulgar todos os temas inerentes á guerra colonial, gostaria que o link do meu blog, http://onzima-laranjeira.blogspot.com/, fosse adicionado ao vosso,com a finalidade de expandir, e dar a conhecer as histórias da guerra que passamos em terras de Angola, e das quais guardarei para sempre, os bons e os maus momentos no meu baú.
    Estive em comissão de serviço militar de 71/73, em Carmona, mais precisamente na vila do Songo.
    O link do seu blog, já o adicionei, sempre que queira, estarei ao s/dispôr.
    Saudações cordiais.
    Atentamente

    A. Laranjeira


    Visite http://onzima-laranjeira.blogspot.com/
    http://antelas-omeulugar.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. camarada Cabral sobre o chefe de posto da Lemboa será que ainda vive na Moita? pois se alguém der informação visto eu residir no Barreiro tentava encontra-lo. FAFE "Enfermeiro"

    ResponderEliminar
  3. Caro "Fafe"
    Fico contente por apareceres, espero pela tua colaboração, com fotos, textos, material que dê vida ao blogue.
    Acerca do administrador da Lêmboa nada sei, a origem da mulher era a Moita-Barreiro, após tantos anos é complicado.
    Vê o teu caso, de Fafe dei contigo no Barreiro.
    Aquele abraço, continua a aparecer, ok ?
    Luís Cabral

    ResponderEliminar