terça-feira, 11 de maio de 2010

"OS FALCÕES" CART 3452

(clicar na foto)

" OS FALCÕES " CART. 3452

Todos nós cumprimos integralmente a missão que nos foi confiada, de termos defendido a SOBERANIA PORTUGUESA (quer queiram quer não) mais concretamente na Vila de Mucaba Angola, uns com mais, outros com menos risco de vida.

Com toda a nossa competência e querer, demos prestigio à Companhia 3452, mas pretendia realçar o excelente trabalho e o mais visível perante a população do pessoal do Posto Médico da CART. Drs. Sá Carvalho, Jorge Reis, Furriel Maia e o 1º Cabo Crespo, que durante esta Comissão de Serviço, tanto no tratamento de Militares como nos casos de Civis, em que foram uma mais-valia para o bom relacionamento da nossa CART. com toda a População branca e negra, pela disponibilidade que sempre demonstraram ao longo desse tempo, no tratamento de dezenas de pessoas que diariamente se deslocavam ao Posto Medico da Companhia.

Realço ainda o trabalho árduo deles em virtude de deixarem de contar com 3 dos 4 Enfermeiros, que de inicio a Companhia dispunha, sacrificando assim muitas vezes o seu tempo de lazer, para o bem do seu semelhante.

O Crespo era o Enfermeiro que se encontrava naquela operação, onde o malogrado Alferes Milheiro morreu, ele com toda a sua personalidade, saber, querer e abnegação, tentou por todos os meios salvá-lo, não foi possível devido às más condições atmosféricas que em nada ajudaram e sei que passou todo o tempo junto ao referido Alferes, ainda com aquela noite pavorosa pela frente, alguns Camaradas de Armas do 1º e 3º Grupos de Combate, escorregaram por uma ribanceira cheia de lama e só de manhã é que conseguiram juntar-se ao resto do Pessoal, dormindo se dormiram, toda a noite atolados em lama e cheios de frio.

Todos estes Camaradas de Armas sem excepção, que se encontravam nessa operação, são e serão sempre lembrados como os heróis DA CART. 3452 "OS FALCÔES " .

João Celestino

4 comentários:

  1. A passear na Avenida de Mucaba, Conceição e Pais(transmissões) Laranjeira (escrita) e o enfermeiro Crespo.

    Um braço para todos eles.

    João Celestino

    ResponderEliminar
  2. Pois .... eu fui um dos que não dormiu nessa noite, com o nosso amigo Miheiro encostado à minha perna, dando-lhe água sempre que ele pedia, impotente porque sabiamos que ele ia morrer sem nós podermos fazer nada...
    Domingos Nogueira

    ResponderEliminar
  3. Olá Nogueira

    Espero que a Companhia, forme totalmente no dia 30 do corrente mês aí em Lisboa, para o almoço de confraternização. Quanto ao Alf. Milheiro tentei por vários meios saber aonde se encontrava a sua Sepultura, mas foi uma luta inglória, e à poucos dias li no blog da 3450, que se encontra no Cemitéro da Conchada em Coimbra, e o mais incrivel é que eu estive à cerca de 2 anos nesse mesmo Cemitério, mas assim que tiver uma oportunidade, irei lá conversar um pouco com ele.
    Nogueira o Crespo está a fazer um Livro sobre a Companhia e ele queixa-se que tem poucas fotografias do 1º 3º Grupo de Combate, se fosse possivel era enviar-lhe para o seu email algumas fotos da época, esse livro é para ser entregue ao pessoal no dia do almoço, junto envio o meu email, joaoncelestino@gmail.com.

    Um abraço

    João Celestino

    ResponderEliminar
  4. Sou Filho (Francisco Lopes "Nelito") do Senhor Armando Lopes morto em 1976, estou muito alegre em saber que ainda nos dias de hoje poderia encontrar memorias sobre mucaba, estou em angola, agora comeco a conhecer mais sobre a terra que me viu nascer, envio um abraco a todos que la viveram e tambem um caloroso sentimento de gratidao aos senhores que viveram os ultimos momentos de vida com meu pai, espero que toda familia de meu pai esteja bem e um forte abraco, quero pedir se e posivel eu receber uma copia do livro, junto envio meu email, nelitolopes_1970@hotmail.com Telef, 914 224979

    ResponderEliminar