segunda-feira, 30 de março de 2020

A mata era tremenda




A mata era tremenda, lá íamos nós de G3, passando perigos e mais perigos, para nada !

Atrás de mim, ia o Agostinho e o Barroso, valentes homens do norte.




Sem comentários:

Publicar um comentário